25 de set de 2009

Nó sem fim



Diante do repouso seja ele onde for além de seguir uma melodia formas se constroem atraem um refúgio perto do que se foi presente onde estou fixa em mente...Sentir o toque o encato como varinha de condão onde juntos permanecem onde estão. Quem move a canção dita-me os recados assim como subscrevo a quem o dado pertence dizem-me a não pre-ocupar para com que serve a mensagem pois deles todos estão a servir...Será assim a aquela figura no lago aponta quando abre-se os olhos e sente caminho a seguir as imagens se misturam...guiam em forma.....
Luar e Luz a todos!
Amor que reúne.

21 de set de 2009

Mensagem das árvores





Persegue o som segue-se o som, pensamento em sentir, transfigura o calor...
Todos ao redor, reunem-se na última canção
Calore revigora e consome em amor
Intensa união vem a todos irmãos
Quem é você que estende a mão?
Seja a resposta segue o caminho,
Ela que guia ela que consome
Abrem-se as estrada mas percorra um só lugar
Sente o cheiro da flor?
Sente a brisa tocar?
O sabor do calor?
Vem erguem-te e veja ...aprender e uma arte
Viver é a sabedoria...
Amor vejam as árvores como elas cantam
vejam a lua como a guiam
vejam a Sra...
Vejam a Sra...

16 de set de 2009




Vejo lá bem distante mas tão perto um aroma de terra molhada...sons...paz...
Vejo lá onde tudo é possivel onde vejo e me vejo onde tudo é.
Vejo lá de onde tudo é capaz...
Sonhar não é irreal porém sentir é preciso,
Vejo lá onde todos estão e a porta é aberta
Seguo sua mão, e tudo são todos...
E quando a porta se abre um grande caminho se expande!
Entra-te!

10 de set de 2009

Semear


Diante de tantas certezas e incertezas
Caminhamos e rondamos
Sorrimos e choramos
Mas ainda caminhamos ao encontro de:
És assim que ouvi o sino tocar
Caminhar e o de lá soprar
Recitando que é tempo de Semear.
Joguem as sementes deixe o temmpo passar
Desta viagem colheras...

Bya.

3 de set de 2009

Caminhar ao Vale


Lá bem do longe sentia que estava tão perto e que a tempestade já estava passando e transmutando a suas fases e lá ainda caminhando, trihei, corri e senti...além de tudo uma luz quente vibrava assim me guiava...cheguei as águas cristalinas uma luz se acendia e lá do alto...a brisa e no Vale chegava e eles ou elas - quem não sei e não vi mas segurou-me e disse ao caminho do saber esta em permacer e sentir...Sai do banquinho e a tempestade quando se fez necessário permitiu o Sol brilhar intensamente e a criança voltar com força e como Ártemis voltar...agora a voz continua a sussurrar ainda sou uma criança a menina que sobe nas árvores conversa com os passáros e sente de tudo do amor a dor do frio mas sobre tudo o calor!

1 de set de 2009

Convidado a sentar



Relaxando e sentindo a brisa passar as idéias a aflorar mas a vida tem que ser sentida...e não resistir. E tem quem diga que a esperança é somente o ato de esperar, mas se for assim sento-me e rendo-me a esperar e sentir a brisa passar daqui vejo ela a Lua que cobre e daí acende a Luz do momento no qual esteja a esperar. Daqui sentada, abro o livro e dele reluz a imagem, assim olhando aos Céus o Sol renasce...Confortável e com esperança...pois ela renasce e brilhamos...mesmo que não haja Sol existe a Lua... mas eles mostram uma linda Luz.
Senta-te!é o momento.

By.