29 de out de 2009

Aos navegantes



Águas que correm de onde for...
Seja pra quem for...
Corre a corrente
Limpa e transparente
Sucegue a alma
Emfrente com a calma
Águas são fortes e torrentes
Mas dela há a paz que estende...
Navegantes e navegadores...
Não esqueçam dos barcos
Vens dos vikings e dos barbaros...
Boas correntes...
Segurem-se!

17 de out de 2009

Enquanto dormes




Enquanto dorme sente..vive...e revive soa o agudo...o som que muda mas a melodia sempre foi a mesma ...dormes onde? Caminhas como? Quem caminha dormindo e vendo o passar dos dias sem notar...o aqui para estar no lá...Dormes os tempos estão mudando como os raios passando...sinta...e revive e o giro é grande e intendo... Dormes para encontrar o silêncio e a frênquência ajustar....volte pra cá...Tonturas...giros imensos...entende a conversa ...entende!!! Converse e os tempos de Áries é esse o som....o que é isso...Mesmo andando ainda precisa do sono...