24 de jul de 2009

Um tocante

Quem toca nem imaginamos só sentimos como uma risada infantil sem pudor sem barreiras limpa como água das manhãs. Ela é fria e aquece ela faz a sua dança e a gente se encanta quem é ela? São eles que cantam ela é ti, eles são lá... E daí a gente dança conforme a frequência e quando compreender? Quando o corpo se cala e a mente trabalha...encontram-se o único movimento? Questões a percorrer caminhos a escolher...quem dança? Estou quase chegando mas o ritmo muda, e daí se canta uma coleção de vozes a pulsar...até aonde o homem pode chegar!

20 de jul de 2009

Derrube


Derrubem as muralhas, vai ao encontro do desencontro que neste balanço atinge o reencontro. Derrubem as faces e passe pelas pontes, grita na roda, se envolva com a liberdade do Self. Não procures razão onde existe emoção, chegue até ela e cante ao fogo, entre na roda e abra a porta. Não procures razão não procure, ela te acha. Se atropelar as letras entenda o sinal e receba a mensagem. Como um poeta com mil faces.

16 de jul de 2009

Caminhando

Caminhando e não espere
O dia vir a nescer
Da morte ou o entardecer
Faça! Não espere
Compromisso acima de tudo é de você com você mesmo
As resposta vem de dentro do baú...
Quando tiveres terminando de tirar tudo do baú
Deixe ele guardado e abra o armário
Quando puderes faça a limpeza e renove com Esperança
Pois ela faz o esperar - esperar como o tempo
Qaundo em teu som emite a resposta e resoa além daqueles...você e eles...eles dai e você ai.

Dita a voz que quer liberar não precisas esperar Faça sem pré-ocupação. Só faça!

11 de jul de 2009

Fogo ruivou!



Ele queima e eles a mantém acessa
Corre para apagar ou deixe transformar
Acender ou apagar dúvidas aos novos tempos que estão a chegar estar a chegar.

Canta em volta e rodopia, sente-se próximo à chama.
Arde e queima do laranja ao azul
Arte em calor uma chama de fervor
Queima para a cura.

Não tenha medo nem tudo é dor
Daí ao longo de muitos tempos há um amor.

10 de jul de 2009

Um soprar

Um sopro no ar
uma voz a escutar
Ela bate ela pulsa
Na conscência na conduta

Assumir a respirar o que faz pulsar
Pulso da vida pulso na vida
Tempestade a chegar
Serve pra mim e pra ti

Assim o vento veio a soprar!!!

8 de jul de 2009

Elementos da Natureza



Neste grande caldeirão gire como o grande esperial a dança natural...

Abra seu baú!


Deste grande baú surgem às facetas dos pensamentos carregados de sentimento emergem para uma só canção.
Enquanto novos tempos virão, o tempo se acaba não! Transforma-se e fazem das palavras suas armas, mas fazem destas também a salvação. Impõe cada um seu sentimento sua energia porque se dela geram-se tempestades delas também surgem o renascer e o Sol brilha!

7 de jul de 2009

Sempre seguir

As vezes, quando todos os seus sonhos puderem ter visto dias melhores e você não sabe como nem o porquê, mas você perdeu o seu caminho, não tenha medo quando suas lágrimas estiverem caindo. Eu vou ouvir seu espírito chamando e olhe na direção que o seu olhar entregar Eu estarei lá e venha o que vier!

Agosto de 1999. Encontrei este trecho que uma pessoa havia me dito e lembro-me que estava carregado de emoção e hoje se faz presente. Recordar é viver.